12/03/2018

A OBEDIENTE FILHA DE JEFTÉ




Em Juízes 11:29-40 temos o relato da história da filha de Jefté que mostra a dura realidade da vida diária durante o período dos Juízes. Esse período da história de Israel foi um tempo de abandono generalizado da fé e de desobediência a Deus. Os Juízes geralmente eram líderes políticos ou militares que, mesmo com suas imperfeições, puderam ser usados por Deus para livrar seu povo.

Não se sabe nada sobre essa jovem a não ser aquilo que está contido nesses versículos, mas eles expressam um ensinamento importante. É evidente que, mesmo tendo o Espírito de Deus vindo sobre Jefté. Veja abaixo o versículo.


Então, o Espírito do Senhor veio sobre Jefté; e, atravessando este por Gileade e Manassés, passou até Mispa de Gileade e de Mispa de Gileade passou contra os filhos Amom.


Jefté ainda sentia que era preciso fazer alguma coisa mais para conseguir de Deus a garantida de seu favor durante a batalha. Era comum fazer um voto antes da batalha, e Jefté vivia numa sociedade de sacrifícios humanos aos deuses pagãos. A língua original do texto indica que Jefté intencionalmente fez um voto que podia muito bem incluir o sacrifício humano, apesar de Deus ter proibido especialmente este tipo de sacrifício. Esse voto demonstra  o conhecimento incompleto ou sua total falta de consideração para com a lei de Moisés. Veja abaixo Levítico 18:21 e Cap. 20:1-5.


E da tua descendência não darás nenhum para fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor. Lv 18:21


1 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: 2 Também dirás aos filhos de Israel: Qualquer que, dos filhos de Israel, ou dos estrangeiros que peregrinam em Israel, der da sua descendência a Moloque, certamente morrerá; o povo da terra o apedrejará. 3 E eu porei a minha face contra esse homem, e o extirparei do meio do seu povo, porquanto deu da sua descendência a Moloque, para contaminar o meu santuário e profanar o meu santo nome. 4 E, se o povo da terra de alguma maneira esconder os seus olhos daquele homem, quando der, da sua descendência a Moloque, para não o matar, 5 Então eu porei a minha face contra aquele homem, e contra a sua família, e o extirparei do meio do seu povo, bem como a todos que forem após ele, prostituindo-se com Moloque. Lv 20:1-5


Quando seu pai voltou depois da batalha contra os amonitas, ela correu para saudá-lo com adufes e danças, como era costume as mulheres fazerem para receber os homens que retornavam vitoriosos da batalha. Não há dúvida que ela ficou atemorizada e horrorizada quanto Jefté na hora que soube que ela deveria ser o cumprimento do voto do pai.


Em lugar de lamentar a tragédia de jamais poder casar e ter filhos, vivenciando a plenitude de vida de uma mulher israelita, ou a tragédia de sua morte, de acordo com Josefo e com a maior parte dos comentaristas, a passagem mostra que ela submeteu, mesmo tendo um entendimento extremamente limitado do voto do pai. Leia abaixo Juízes 11:36.


E ela lhe disse: Meu pai, tu deste a palavra ao Senhor, faze de mim conforme o que prometeste; pois o Senhor te vingou dos teus inimigos, os filhos de Amom.


Essa jovem demonstrou um compromisso profundo, ainda que dirigido a uma visão incorreta das expectativas de Deus. O que a filha de Jefté tem para ensinar às mulheres de hoje? Certamente ela é o mais puro exemplo de uma filha disposta a obedecer ao pai e a comprometer-se totalmente com Deus. Porém tendo agora o testemunho completo das Escrituras como guia para a vida, não há desculpas para interpretar incorretamente as exigências de Deus.


Nos dias de hoje, como no tempo da filha de Jefté, os filhos com frequência carregam as consequências das escolhas dos pais. É preciso que os pais sejam extremamente sábios e cautelosos ao tomar decisões que afetarão a vida dos filhos. Veja Efésios 6:4.


E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.



CONCLUSÃO PARA ENTENDER MELHOR


No meio da batalha, Jefté tentou barganhar com Deus ao oferecer a Deus um sacrifício pessoal para garantir sua própria vitória. O fato de Deus ter usado Jefté para livrar os israelitas não significava que se tratava de uma resposta ao voto de Jefté. Deus havia rejeitado o sacrifício humano e tinha feito proibições específicas contra isso. Veja Deuteronômio 12:39-32


29 Quando o Senhor teu Deus desarraigar de diante de ti as nações, aonde vais a possuí-las, e as possuíres e habitares na sua terra,

30 Guarda-te, que não te enlaces seguindo-as, depois que forem destruídas diante de ti; e que não perguntes acerca dos seus deuses, dizendo: Assim como serviram estas nações os seus deuses, do mesmo modo também farei eu.

31 Assim não farás ao Senhor teu Deus; porque tudo o que é abominável ao Senhor, e que ele odeia, fizeram eles a seus deuses; pois até seus filhos e suas filhas queimaram no fogo aos seus deuses.

32 Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.


9 Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.

10 Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;

11 Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;

12 Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.


Não era permitido os pais sacrificar seus filhos. Mas vê aqui, sem dúvida, a influência que Jefté recebeu das culturas pagãs ao seu redor; ele tentou conseguir o que queria sem saber qual seria o resultado de seu voto insensato. Por ironia, assim Jefté sofreu as consequências dos pecados de seus pais, assim também a sua filha estava prestes a sofrer a insensatez de seu voto.


A menina cujo nome não é revelado, reagiu com coragem e aceitou cumprir o voto de seu pai. A linhagem de Jefté chegou ao fim - mesmo que Jefté tenha simplesmente dedicado a sua filha à virgindade perpétua, como acreditam alguns estudiosos. Outras referências sobre sacrifícios humanos podem ser encontradas em 2 Reis 16:3; 17:17; 21:6; 2 Crônicas 33:6; Jeremias 7:31; 19:5; 32:35 e Ezequiel 16:20-21.




VEJA TAMBÉM...

- O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER?
- VOCÊ É SUBMISSA OU SUBJUGADA?
- A MULHER QUE MATOU ABIMELEQUE
- ENTRE A IGREJA E A DELEGACIA - A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM LARES CRISTÃOS
- DICAS DE COMO SE VESTIR COM MODESTIA E DECÊNCIA EM QUALQUER LUGAR
- ETIQUETA PARA MULHER CRISTÃ
- 18 ATITUDES DA MULHER PODEROSA
- #4 CONSELHOS QUE A BÍBLIA DÁ PARA SUPERAR O TRAUMA DO ESTUPRO




Hey!

Não deixe de nos seguir nas redes sociais, sua participação por lá é muito importante para nosso Ministério: Facebook MNTA - Facebook NTA - Instagram
  

Foto: Google
Fonte: Texto retirados resumidos da Bíblia de Estudo da Mulher - Editora Mundo Cristão na página 335 e conclusão retirado da explicação de rodapé na página 333.
Versículos: Site Bíblia online - Tradução JFA



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário