28/03/2016

ESTER - UMA RAINHA CORAJOSA

 
 
Atendendo a pedidos, vamos falar hoje (antecipando a postagem) sobre Ester.

Como pode uma mulher hoje, entender o medo e a insegurança que deveriam perturbar a rainha Ester escolhida exclusivamente por sua beleza e pela atração que exerceu sobre o rei?

Ela não era uma princesa de nascença, ela era Judia e orfã, ela tinha sido criada pelo seu parente mais velho (provavelmente tio) Mordecai. Quer tenha sido forçada por Mordecai, pelos oficiais perversos, ou escolha própria Ester entrou para concurso de beleza e venceu.
 
Ai começa a aventura dessa moça simples, orfã e bela, através das fontes de Mordecai informaram Ester que o povo Judeu tinha uma data marcada para ser extinto pelo malévolo Hamã, que, por seu marketing pessoal, foi elevado a vice-regente, o segundo no poder depois do rei Assuero.

Ester nomeada pelo rei Assuero como sua rainha (depois de ter dispensado Vasti pelo seu desrespeito ao seu "soberano"), Ester se vê agora com uma enorme responsabilidade apesar da sua posição de privilégio diante da corte, ela não pode recusar o chamado de Deus na sua vida, pois Deus não se encontra de mãos amarradas para que não possa ajudar seu povo oprimido.
 
 
Corajosamente, Ester formulou seu plano mesmo que significasse morrer tentando. Na corte ela havia ensinado a se preparar fisicamente, mas antes ela aprendeu a se preparar espiritualmente.

Ester Jejuou por 3 dias (Et 4.16 e 9.31). Ester preparou um banquete e convidou Assuero e Hamã para esse jantar especial, aproveitando o certo momento ela apresentou seu caso não questionando a justiça ou a retidão do rei, mas pedindo humildemente por misericórdia para si mesma e para seu povo.
 

Resultado?
 
A orientação divina dirigiu os pensamentos, palavras  e as ações de Ester. Ela havia conquistado o respeito e a atenção do seu marido real. E resposta, ele a incumbiu a reescrever a lei (veja em Et 9.29), e com toda a razão ela se tornou uma HEROÍNA de seu povo. E Hamã foi enforcado no lugar so povo judeu.

Por fim...
 
A história real de Ester é uma lembrança a todas as mulheres da soberania de Deus. Para realizar a vontade de Deus ela usou:

•a sua beleza,
•sua inteligência
•sua atitude de respeito ao marido,
•sua fé admirável
•sua determinação
•foi destemida

 
 
Por meio da sua obediência ela se tornou uma verdadeira ESTRELA (significado do seu nome persa) no reino.

 
Não deixe de nos seguir nas redes sociais, sua participação por lá é muito importante para nosso Ministério: Facebook MNTA - Facebook NTA - Instagram

Por: Regiane Marques
Foto: Google
Fonte: Bíblia da Mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário